Eleições no Congresso, resultados de bancos e Payroll: o que acompanhar nesta semana

SÃO PAULO – Após mais uma semana negativa para o mercado, com investidores não só de olho aos temas recorrentes, como questão fiscal e pandemia do coronavírus, mas agora com uma certa tensão diante do caso da GameStop e o risco de um ataque especulativo envolvendo outras empresas.

No Brasil, a semana ainda começa quente também na política, com as eleições para definir os novos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado. Ambas ocorrem nesta segunda-feira (1).

No caso da Câmara, a votação está programada para 19h e os dois principais candidatos são Arthur Lira (PP-AL), que é líder do Centrão e tem apoio do governo, e Baleia Rossi (MDB-SP).

Já no Senado, a disputa ocorre entre quatro candidatos: Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Major Olimpio (PSL-SP), Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Simone Tebet (MDB-MS), sendo que os favoritos são Pacheco e Tebet.

Já no calendário de indicadores, a semana promete ser um pouco mais tranquila. No Brasil, o destaque fica para a divulgação dos dados da produção industrial de dezembro, na terça (2), que segundo a equipe do Bradesco deve registrar queda de 0,3% em relação a novembro.

Por aqui, ainda será importante acompanhar a temporada de resultados do 4º trimestre, que começa a ganhar força com mais três grandes balanços. Na segunda o Itaú apresenta seus números, enquanto Santander e Bradesco apresentam os balanços na quarta.

Além disso, a semana conta também com uma bateria de estreias na bolsa. Nesta segunda a Espaçolaser começa a negociar suas ações na B3, enquanto a Intelbras estreia na quinta e a Mosaico Ventures e Mobly lançam suas ações de forma pública na sexta.

Na agenda externa, as atenções se voltam para os dados de atividade e mercado de trabalho de janeiro. A semana vai começar com o mercado reagindo aos dados de PMIs divulgados na China neste fim de semana.

Entre segunda e terça também serão apresentados números importantes na Europa. O primeiro é a taxa de desemprego, que segundo dados compilados pela Refinitiv deve se manter em 8,3%, enquanto o Produto Interno Bruto deve mostrar recuo de 5,4%, ante 4,3% no dado anterior.

Nos Estados Unidos, será divulgado o índice ISM da indústria e de serviços, além do relatório de emprego (Payroll) de janeiro na sexta-feira (5). Segundo dados da Refinitiv, a taxa de desemprego deve se manter em 6,7%.

O Payroll é considerado um dos principais indicadores dos EUA por trazer um compilado de dados de emprego, o que ajuda a entender como está a dinâmica na maior economia do mundo. Além disso, o Federal Reserve utiliza estes números para traçar suas projeções.

Apesar de uma agenda de indicadores mais esvaziada, o investidor terá de ficar atento ao cenário volátil e tenso dos mercados. Além de novidades sobre vacinação ou piora da pandemia, pode impactar o mercado ainda qualquer desdobramento do caso envolvendo os investidores em grupos do Reddit.

Para conferir a agenda completa de indicadores, clique aqui.

Quer ser trader e tem medo de começar? O InfoMoney te ajuda a chegar lá: participe do Full Trader, o maior projeto de formação de traders do Brasil e se torne um faixa preta em 3 meses – inscreva-se de graça!

The post Eleições no Congresso, resultados de bancos e Payroll: o que acompanhar nesta semana appeared first on InfoMoney.