Bruno Covas piora e tem quadro irreversível, segundo boletim médico

Bruno Covas, prefeito de São Paulo (Governo do Estado de São Paulo/Divulgação)

SÃO PAULO – Após um ano e meio de luta contra um câncer no sistema digestivo, o prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), 41 anos, teve uma piora em seu estado de saúde nesta sexta-feira (14) e, segundo boletim médico, seu quadro clínico é irreversível.

A nota divulgada pelo Hospital Sírio-Libanês diz que o tucano segue recebendo medicamentos analgésicos e sedativos. “Neste momento, [o prefeito licenciado] encontra-se no quarto acompanhado de seus familiares”, diz o texto.

Covas está internado desde 2 de maio (data que também se licenciou do cargo de prefeito) para tratamento do câncer no sistema digestivo. Antes, ele havia ficado internado por 12 dias em abril, quando exames constataram que os tumores haviam se alastrado para o fígado e os ossos.

Durante a realização de um exame para descobrir a causa de uma anemia, em 3 de maio, foi identificado sangramento que fizeram com que Covas tivesse que ser levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e intubado. O prefeito licenciado foi extubado no mesmo dia, e, em 4 de maio, foi para o leito semi-intensivo, onde passou a receber a visita de familiares e amigos.

Na segunda-feira (10), o tucano havia iniciado nova etapa de tratamento, a partir da combinação de imunoterapia e terapia-alvo. Nos últimos dias, ele postou fotos ao lado do prefeito em exercício, Ricardo Nunes (MDB), do governador João Doria (PSDB), do presidente da Câmara Municipal, Milton Leite (DEM) e do vice-governador, Rodrigo Garcia – que trocou o DEM pelo PSDB.

The post Bruno Covas piora e tem quadro irreversível, segundo boletim médico appeared first on InfoMoney.