Partidos vão ao TSE para cobrar explicações de Bolsonaro sobre fraudes em eleições

BRASÍLIA (Reuters) – Onze partidos políticos apresentaram no sábado um pedido ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para cobrar explicações do presidente Jair Bolsonaro sobre supostas fraudes nas eleições realizadas com urnas eletrônicas.

A reclamação dos partidos, apresentada no sábado, diz respeito à live promovida por Bolsonaro em que lançou novas suspeitas sobre o processo eleitoral. Apesar da promessa de “bomba”, entretanto, ele divulgou na ocasião vídeos de internet antigos e já desmentidos e admitiu não ter provas.

“Não se pode ignorar as banalidades divulgadas pelo presidente Jair Bolsonaro na noite do dia 29.07.2021, quando afirmou ‘não ter provas, mas indícios’ e voltou a atacar as instituições, ignorando a gravidade de suas levianas palavras que, longe de prestar qualquer contribuição à segurança das eleições, busca desmerecer os pilares”, disseram os partidos.

Subscreveram o pedido o MDB, Solidariedade, PT, PDT, PSDB, PSOL, Rede, Cidadania, PV, PSTU e PCdoB. Procuradas, a Secretaria de Comunicação da Presidência e a Advocacia-Geral da União não responderam de imediato ao pedido de comentário.

A Rede já havia entrado com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para multar o presidente em 500 mil reais em caso de fazer declarações falsas sobre as urnas eletrônicas.

O presidente tem insistido que houve fraude em 2014 e 2018 e feito ameaças se não houver mudança no sistema de votação para 2022.

The post Partidos vão ao TSE para cobrar explicações de Bolsonaro sobre fraudes em eleições appeared first on InfoMoney.