Maior fundo soberano aumenta foco ESG em setor imobiliário

Aquecimento global afeta ursos polares

(Bloomberg) — O fundo soberano da Noruega prepara uma atualização da estratégia para garantir que seu portfólio imobiliário de US$ 30 bilhões esteja em linha com as metas de neutralidade de carbono traçadas no Acordo de Paris.

“É hora de fazer mais do que falar”, disse Mie Holstad, que supervisiona ativos reais na Norges Bank Investment Management. “Trabalhamos agora em uma estratégia de sustentabilidade separada e aprimorada, que nos prepara para o ‘zero líquido’”, bem como novas leis e regulamentações em torno das emissões de carbono, disse a gestora.

A pressão aumenta sobre gestores e proprietários de ativos para reduzir a pegada de carbono, quando cientistas alertam que o tempo está se esgotando para evitar um aumento cataclísmico das temperaturas globais. Uma revisão recente do mandato de investimento do fundo soberano norueguês apontou o setor imobiliário como uma área com riscos climáticos ocultos. Outros segmentos nos quais o risco climático é mal compreendido incluem bancos e seguros, concluiu a revisão.

Holstad diz que o fundo soberano com sede em Oslo tem políticas bem definidas sobre investimentos ambientais, sociais e de governança, ou ESG na sigla em inglês. Por isso, ela está confiante de que o portfólio imobiliário já está preparado para riscos futuros. Antes de qualquer aquisição, o fundo seleciona possíveis alvos de riscos ESG, explicou.

Embora a Noruega não tenha estabelecido metas formais de zerar as emissões líquidas para seu fundo soberano, Carine Smith Ihenacho, diretora de governança corporativa, disse no mês passado que “como fundo, é claramente do nosso interesse que as metas do Acordo de Paris sejam alcançadas. E isso inclui emissões líquidas zero até 2050”.

Para entender como operar na bolsa através da análise técnica, inscreva-se no curso gratuito A Hora da Ação, com André Moraes.

The post Maior fundo soberano aumenta foco ESG em setor imobiliário appeared first on InfoMoney.