EUA criam 235 mil empregos em agosto, bem abaixo do esperado; taxa de desemprego cai a 5,2%

Os Estados Unidos criaram 235 mil empregos em agosto, de acordo com o Relatório de Emprego (payroll) divulgado nesta sexta-feira (3) pelo Departamento de Trabalho.

O número foi bem abaixo do esperado. A mediana da pesquisa da Refinitiv com economistas projetava criação de 750 mil vagas de trabalho fora do setor agrícola no mês passado, após criação de 943 mil empregos em julho. As projeções, contudo, variavam muito, de 375 mil a 1,027 milhão.

A expectativa era de desaceleração em agosto depois de abertura de quase 2 milhões de postos de trabalho nos últimos dois meses, uma vez que o aumento dos casos de Covid-19 reduziu a demanda por viagens e entretenimento, mas ainda era esperado um ritmo suficiente para sustentar a expansão econômica. Porém, o número veio ainda pior do que a estimativa mais pessimista da Refinitiv.

Já a taxa de desemprego caiu 0,2 ponto percentual, de 5,4% para 5,2%, em linha com o esperado pelo mercado.

O payroll era muito esperado pelos investidores, principalmente após a fala de  Jerome Powell  no simpósio anual de Jackson Hole no último dia 27 de agosto, uma vez que o início do tapering (redução do programa de compra de títulos pela autoridade monetária) estaria condicionado aos números do mercado de trabalho.

Para entender como operar na bolsa através da análise técnica, inscreva-se no curso gratuito A Hora da Ação, com André Moraes.

 

The post EUA criam 235 mil empregos em agosto, bem abaixo do esperado; taxa de desemprego cai a 5,2% appeared first on InfoMoney.