Aquisições feitas por BRF, Kora e Oncoclínicas; estreia da Vittia na B3, OceanPact firma acordo por Petrobras e mais notícias

SÃO PAULO – O noticiário corporativo desta quinta-feira (2) tem como destaque a estreia da ação da Vittia na B3, aquisições feitas pela BRF, Kora e Oncoclínicas, enquanto a OceanPact firmou contratos de serviços de embarcações com Petrobras. Confira os destaques:

Vittia ([ativo=VITT3])

A ação da Vittia estreia na B3 nesta quinta-feira, após ter o preço por ativo fixado em R$ 8,60 em oferta restrita. A companhia atua na área de defensivos biológicos e fertilizantes especiais.

O IPO movimentou R$ 359 milhões, com cerca de 15% desse valor sendo destinado ao caixa, com o objetivo de realizar aquisições estratégicas.

Taesa (TAEE11)

A transmissora de energia elétrica Taesa iniciou nesta quarta-feira a operação do empreendimento de transmissão Janaúba, que liga as regiões Nordeste, que tem batido recordes de geração eólica e solar, e Sudeste, principal centro de consumo elétrico do país, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A inauguração, quase seis meses antes do previsto, ocorre em momento importante para reforçar a robustez do sistema, enquanto o governo trabalha para garantir o abastecimento de energia do país, diante da maior crise em mais de 90 anos em reservatórios de hidrelétricas, principal fonte geradora do país.

O empreendimento conecta os Estados de Minas Gerais e Bahia, com extensão de 542 km de linha. O projeto compreende as linhas de transmissão de Bom Jesus da Lapa (BA)-Janaúba (MG) e Janaúba-Pirapora (MG), ambas de 500 kV, e três subestações de 500 kV distribuídas em cada uma das cidades.

Omega (OMGE3)

A elétrica Omega Energia fechou acordo com o Grupo Heineken para a implementação de ativos de geração renovável no Nordeste, visando o fornecimento de eletricidade para atendimento a 100% do consumo de 13 cervejarias e nove centros de distribuição no Brasil, informou a empresa nesta quarta-feira.

Segundo a Omega Energia, que fechou o acordo por meio da Omega Desenvolvimento, a operação deve acarretar uma redução de 270 mil toneladas de emissões de gás carbônico na atmosfera. O contrato prevê fornecimento de energia por um período de dez anos.

BRF (BRFS3)

A companhia de alimentos BRF concluiu nesta quarta-feira, por meio da subsidiária BRF Pet, a aquisição das empresas de ração para pets Mogiana Alimentos e Grupo Hercosul por R$ 1,35 bilhão, segundo fato relevante.

A BRF havia divulgado as operações no final de junho, mas sem detalhar os valores envolvidos. A empresa passará a ter uma fatia de cerca de 10% no mercado de “pet food” do Brasil, segundo maior país em vendas do setor do mundo.

Kora Saúde (KRSA3)

A Kora Saúde informou que a Ilha do Boi Participações, controlada da companhia, celebrou contrato de compra e venda de quotas para a aquisição de, no mínimo, 75% das quotas representativas do capital social da Angiocardis.

O  preço de aquisição de R$ 7,1 milhões, sendo R$ 5,6 milhões no fechamento da Operação e R$ 1,5 milhão em até 5 anos.

Oncoclínicas (ONCO3)

A Oncoclínicas  concluiu a compra da totalidade do Centro Brasileiro de Radioterapia Oncologia e Mastologia, o CEBROM. O valor estipulado foi de R$ 190,5 milhões, com estimativas de sinergias em R$ 25 milhões para 2022.

“Esta aquisição representa um importante avanço para o Grupo Oncoclínicas na estratégia de consolidação do mercado de oncologia clínica na região Centro Oeste do Brasil”, destacou a companhia.

Qualicorp (QUAL3)

A Qualicorp informou que obteve anuência da Agência Nacional de Saúde (ANS) para cisão parcial da Qualicorp Administradora.

OceanPact (OPCT3)

A OceanPact comunicou ter fechado quatro contratos com a Petrobras (PETR3;PETR4), sendo dois para afretamento de embarcações RSV e dois de prestação de serviços de ROV nas embarcações.

“O backlog consolidado de cada conjunto de embarcação e serviço de ROV é de , respectivamente, R$387,5 milhões e R$ 405,9 milhões, sendo 59,7% e 59,4% em dólar”, aponta o comunicado.

Pague Menos (PGMN3)

A rede de farmácias Pague Menos informou seu guidance (projeção) de abertura de lojas, com projeção de ter 80 novas unidades, número que vai a 120 no final de 2022.

Segundo a empresa, as expectativas têm como base sua estratégia de expansão, capacidade financeira e capacidade de obter pontos comerciais atraentes, mas que pode haver alteração na percepção ou nos fatores mencionados, alterando as previsões.

BrasilAgro (AGRO3)

A BrasilAgro, companhia que atua na compra e venda de propriedades rurais e também na produção agrícola, reportou salto de 277% no lucro líquido do quarto trimestre da safra 2020/21, para R$ 127,9 milhões, com impulso do bom momento de preços que atravessa o setor apesar de uma quebra de safra por intempéries.

A companhia, que opera no Brasil, Paraguai e Bolívia, disse ainda que entra no novo ano-safra 2021/2022 “preparada para se beneficiar da conjuntura de câmbio e preços das commodities. Segundo a BrasilAgro, com os custos atuais, “esperamos que o bom nível de rentabilidade se mantenha na operação também para a 2021/22”.

IPOs

A empresa de galpões logísticos Fulwood pediu registro para uma oferta inicial de ações (IPO em inglês), no mais recente exemplar de empresa em busca de recursos no mercado para financiar projetos de expansão, impulsionadas pelo boom do comércio eletrônico no Brasil, catalisado pelos efeitos da pandemia da Covid-19. Criada em 2013, a Fulwood tem 90 contratos de locação em 13 empreendimentos entre São Paulo e em Minas Gerais, para clientes incluindo Mercado Livre, Huawei e Foxconn. Ao todo, tem mais de 800 mil metros galpões desenvolvidos.

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Para entender como operar na bolsa através da análise técnica, inscreva-se no curso gratuito A Hora da Ação, com André Moraes.

The post Aquisições feitas por BRF, Kora e Oncoclínicas; estreia da Vittia na B3, OceanPact firma acordo por Petrobras e mais notícias appeared first on InfoMoney.