Eleições municipais são marcadas pelo atraso na divulgação dos resultados

Greca vence em Curitiba. Loureiro se reelege em Florianópolis. Apuração segue em Porto Alegre

Os dados estão sendo recebidos normalmente dos tribunais regionais, mas a soma dos resultados está “mais lenta que o previsto”

As eleições municipais deste domingo (15) foram marcadas pelo atraso na divulgação dos resultados. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou em coletiva que a divulgação dos resultados da apuração do primeiro turno está atrasada devido a um problema técnico. Segundo o tribunal, uma lentidão no processo de totalização dos votos está causando demora na disponibilização das informações. O TSE informou que os dados da votação estão sendo recebidos normalmente dos tribunais regionais eleitorais, mas a soma dos resultados está “mais lenta que o previsto”. Técnicos do tribunal estão trabalhando para resolver o problema e acelerar o processo de divulgação. A Corte também esclareceu a lentidão não tem relação com a tentativa de ataque cibernético confirmado mais cedo pelo presidente, ministro Luís Roberto Barroso. Também houve instabilidade no e-Título durante todo o dia. A votação foi encerrada em todo o país às 19h.

Resultados
Em duas capitais do Sul a votação foi encerrada no primeiro turno. O atual prefeito da capital do Paraná Rafael Greca (DEM) venceu a disputa pela prefeitura de Curitiba com 59,77% dos votos válidos. Goura (PDT) ficou em segundo lugar, com 13,26% dos votos válidos. Até agora foram apurados 95,1% das urnas. O candidato da coligação Curitiba Inteligente e Vibrante é engenheiro, tem 64 anos e ensino superior completo.

O atual prefeito da capital de Santa Catarina Gean (DEM) venceu a disputa pela prefeitura de Florianópolis com 53,4% dos votos válidos. Professor Elson (Psol) ficou em segundo lugar, com 16,1% dos votos válidos. Foram apurados 100% das urnas. O candidato da coligação Viva Floripa (DEM/Pode/PSD/Republicanos/PSC) ocupa atualmente a cadeira de prefeito e busca um novo mandato. Ele tem 48 anos e ensino superior completo.

Porto Alegre deverá ter segundo turno dentro de duas semanas. Até o momento, Sebastião Melo (MDB) tem 30,7% e Manuela d´Ávila soma 29,6% com 51% das seções apuradas.

Com Agência Brasil