Guedes: Brasil pode ir para hiperinflação se não rolar dívida satisfatoriamente

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira, 10, que o Brasil pode “ir para uma hiperinflação muito rápido” se não rolar a dívida satisfatoriamente.

No evento “Boas práticas e desafios para a implementação da política de desestatização do governo federal”, organizado pela Corregedoria Geral da União (CGU), Guedes se disse frustrado por não ter conseguido ainda privatizar nenhuma empresa estatal, como prometido na campanha do presidente Jair Bolsonaro, e defendeu desinvestimentos para reduzir o endividamento público.

“Estou bastante frustrado com o fato de estarmos aqui há dois anos e não termos conseguido ainda vender nenhuma estatal. Por isso, um secretário nosso foi embora Salim Mattar, que deixou o ministério em agosto. Entrou outro Diogo Mac Cord que só tem que fazer um gol pra ganhar; o outro fez zero”, afirmou.

O ministro disse que acordos políticos na Câmara dos Deputados e no Senado impediram as privatizações. “Precisamos recompor nosso eixo político para fazermos as privatizações prometidas na campanha”, completou.

Sem conseguir levar desinvestimentos nem a venda de imóveis públicos para frente, Guedes ressaltou que o país carrega empresas e bens ineficientes, enquanto tem uma dívida que cresce como “bola de neve”. “Se tivéssemos matado a dívida, estaríamos com recursos alocados para fazer transferência de renda”, completou.

No evento, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, ressaltou que é preciso bons projetos e editais, elaborados com transparência e que garantam segurança jurídica. “Só conseguimos vender o que o mercado quer comprar. O mercado participará se perceber que há transparência na elaboração de projetos”, completou.

Missão

Em sua fala no encontro, do qual também participaram o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, e o secretário de Desestatização do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord, Guedes disse que os dois têm a missão de acelerar o programa de privatizações.

“Tem que começar pela Cedae, é um ativo que já poderia ter sido desestatizado”, disse, em referência à empresa de saneamento do Rio de Janeiro, que está no programa de recuperação fiscal do governo federal.

Sem citar diretamente, Guedes comentou ainda as eleições dos Estados Unidos e disse que as democracias estão “em transe”. “Um candidato questiona se foi eleito, outro diz que tem uma fraude. A inquietação do Ocidente é porque ele não está aguentando a competição do Oriente”, completou.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:

Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.

The post Guedes: Brasil pode ir para hiperinflação se não rolar dívida satisfatoriamente appeared first on InfoMoney.