Biden afirma que será presidente para todos; Trump diz que não preparou discurso: “ganhar é fácil, perder nunca é fácil”

SÃO PAULO – O candidato democrata a presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, falou com eleitores nas ruas da Filadélfia, maior cidade da Pensilvânia, e aproveitou para pedir votos nas últimas horas da eleição no país.

“Temos uma enorme oportunidade, como um país […] Se eu for eleito, eu vou ser um presidente americano. Não terão estados vermelhos ou azuis. Apenas os Estados Unidos”, afirmou Biden fazendo referência às cores dos partidos Democrata (azul) e Republicano (vermelho).

Citando o atual governo, o democrata ainda criticou a atuação contra a pandemia do novo coronavírus e a postura do presidente Donald Trump em não ouvir cientistas e especialistas de saúde.

“Queremos verdade, nós queremos a ciência em vez de ficção, prometo a vocês, vou assumir minhas responsabilidades”, afirmou Biden.
“Vamos superar todos os problemas, vamos nos lembrar de quem somos, somos os EUA”, completou.

Ele ainda defendeu a importância de sempre voltar ao lugar onde nasceu e destacou a alta taxa de desemprego no território americano. “Meu pai tinha um ditado. Quando nos mudamos para Delaware, ele dizia ‘Joe, trabalho é muito mais que um pagamento, é dignidade, respeito”, afirmou. “E muitas pessoas não podem dizer isso agora, não podem olhar para seus filhos e dizer ‘vai ficar tudo bem’”.

Por fim, Biden também disse que decidiu se candidatar à presidência por três motivos: devolver a decência e honra à Casa Branca; porque a classe média do país está falida enquanto Wall Street está ganhando dinheiro; e porque tem o desejo de unir o país.

Trump diz não ter discurso pronto

Mais cedo, o presidente Donald Trump visitou a sede de sua campanha em Arlington, na Virgínia, e afirmou que os americanos têm o direito de saber o resultado das eleições ainda hoje. “Os EUA têm o direito de conhecer hoje o vencedor das eleições”, disse o republicano

Nos últimos dias, Trump chegou a pedir que só fossem aceitos votos apurados na noite da eleição, o que excluiria milhares – ou milhões – de cédulas enviadas por correio. Segundo ele, a demora na apuração abre margem para fraudes.

Vale ressaltar, porém, que na história americana, o resultado oficial não costuma ser divulgado no dia da eleição.

Falando com jornalistas, o presidente também explicou que ainda não tem um discurso pronto em caso de derrota. “Eu ainda não estou pensando em um discurso de concessão ou aceitação. Ganhar é fácil. Perder nunca é fácil. Para mim não é”, disse.

Apesar do tom cauteloso, o republicano disse aos seus apoiadores que eles devem ter uma “ótima noite”. “Ouvi dizer que estamos indo muito bem na Flórida e no Arizona. Estamos indo muito bem no Texas”.

Você sabe o que é 3×1? Assista de graça a estratégia de opções que busca triplicar o capital investido em um mês

The post Biden afirma que será presidente para todos; Trump diz que não preparou discurso: “ganhar é fácil, perder nunca é fácil” appeared first on InfoMoney.