Com 14% de alta em maio, SC mantém crescimento de atividade econômica

O resultado foi o segundo melhor do país, segundo dados do BC analisados pelo Observatório Fiesc

Indústria de transformação manteve o nível de produção estável

O Índice de Atividade Econômica (IBC) catarinense de maio de 2021 apresentou crescimento de 14,03% em relação ao mesmo mês do ano passado. Na comparação com abril deste ano, o crescimento foi de 0,91%, sendo a segunda variação positiva consecutiva. Os dados foram divulgados pelo Observatório Fiesc.

Segundo dados do IBGE, em Santa Catarina o resultado positivo de maio foi puxado tanto pelo comércio varejista, com forte expansão em vestuário e bens de uso pessoal, como também pelo setor de serviços, com a recuperação positiva do turismo no estado. Enquanto isso, a indústria de transformação manteve o nível de produção estável. Em âmbito nacional, o IBC de maio foi 14,2% superior ao do mesmo mês de 2020, mas registrou retração na comparação com abril de 2021 de 0,43%.

O patamar do índice do IBC no valor máximo da série histórica em Santa Catarina, unido à forte geração de empregos no estado em 2021 apontam que os principais reflexos da pandemia vêm sendo superados, com exceção de alguns setores de serviços e comércio. O desafio daqui em diante será de sustentar o nível de crescimento da economia e a continuação da geração de emprego e renda, de acordo com o relatório dos técnicos do Observatório.